sábado, 5 de março de 2011

Dicas para brasileiros em Singapura

Mesmo tendo considerado minha adaptação em Singapura relativamente fácil, ainda sinto falta de algumas coisas práticas que adoraria ter acesso no meu dia a dia.

Com isso em mente, preparei uma lista de coisas que podem ajudar ainda mais! Já que tanta coisa vai ser diferente, nada como poder trazer um ar de familiaridade para sua nova vida.

- kit manicure: seu esmalte preferido, porque apesar de aqui haver um salão em cada esquina e milhares de cores maravilhosas (a maioria sendo da OPI), nada como usar aquele Rendinha que você está acostumada; palito (traga um pacote de palitos de unha e tente ensinar a sua manicure aqui a usá-lo ao invés de tirar o excesso do esmalte com a unha dela, uma das coisas mais aflitivas ever); lixas daquelas mais básicas.
- tinta de cabelo: se você pinta o cabelo, sugiro trazer vários tubos da sua tinta, porque apesar das grandes marcas serem vendidas aqui, pode haver diferença na cor... E se você não for muito aventureira, melhor garantir sua tranquilidade e evitar um “bad hair month”.
- remédios: apesar de básico, tinha que entrar na lista. Nada como a sua farmacinha personalizada, com os remédios que você está acostumada. Aqui precisa de receita médica pra quase tudo, e nem anticoncepcional se compra sem receita. Além dos remédios de cólica que você já sabe que funcionam para você.
- rodo:  esse vai parecer o tópico mais esdrúxulo da lista, mas acreditem, faz falta. Até agora só encontrei rodinho de pia e um bem mais ou menos no Mustafá (shopping 24H em Little Índia), mas pra quando você quer lavar o chão da cozinha, da varanda, do banheiro... o rodo é seu amigo!
- já que estamos no tópico limpeza... pano de chão, daqueles de saco, também fazem falta. Claro que você pode usar uma toalhinha, mas eficiente igual ao pano de chão brasileiro, vai ser difícil...

- um pacote de farofa: porque você encontra arroz e feijão aqui, mas de vez em quando falta uma farofinha (neta de baiano, acredito que farofa combina com tudo). E o ingrediente alternativo é semolina, mas apesar de ficar gostoso e relativamente parecido, não é exatamente igual à boa e velha farinha Deusa.

Aliás, comidas em geral não são um problema pra quem não vive sem a comidinha brasileira.  Aqui tem mais de 4 restaurantes rodízio (que não são 100% idênticos mas quebram o galho), tem uma moça que vende coxinha e pastel por encomenda, um chef de cozinha/churrasqueiro pra contratar quando você quer dar uma festa, dá pra comprar picanha, sal grosso, cachaça... até guaraná! Já encontrei bolacha Bono de chocolate num mercadinho e ouvi dizer que tem uma loja que vende requeijão (apesar de ter ido lá quatro vezes e nunca ter encontrado). Aqui tem produtos da Sadia/Perdigão (frango congelado, salsicha e pizza), vende polvilho pra fazer pão de queijo, leite condensado...

Tem loja da Havaianas.
Tem loja de biquíni e roupa de ginástica brasileira.
Tem CD de música brasileira tocando até no supermercado.
Vira e mexe tem um show (Bebel Gilberto, Bossacucanova, bateria da Beija-flor, Os Mutantes e Gilberto Gil são alguns exemplos).
Tem grupo de capoeira, aula de samba, grupo de atividades pra crianças brasileiras...
Tem aproximadamente 2.000 brasileiros que você vai encontrar o tempo todo em um dos vários eventos que acontecem pela cidade.

Singapura é tão pequena, que com o tempo você vai acabar se sentindo numa vila. E quando a sua farofa acabar, sempre tem alguém chegando com mais um carregamento...


PS1- Sei que não sou das mais exigentes, por isso a lista é bem básica, mas conheço brasileiros aqui que trazem até arroz do Brasil (sendo que a Ásia tem dezenas de tipos de arroz, mas eles gostam mesmo é do nosso!) – e muitos que trazem carne seca, bacalhau e outras coisas que pra mim simplesmente não fazem falta no dia a dia e fico feliz em comer isso só quando vou para o Brasil.


PS2 - Quem tiver sugestões para a lista, escreve nos comentários!

PS3- estou preparando uma série de posts sobre o Brasil em Singapura, aguardem!

20 comentários:

  1. Eu trouxe azeite de dendê, queijo minas embalado a vácuo e - acredite se quiser - 12 garrafinhas de 600 ml de guaraná zero. Bebo como se fosse o champanhe mais caro da face da terra. Uma garrafinha por semana, pra durar bastante - hehehe.
    Beijos.
    Renata

    ResponderExcluir
  2. MC,
    onde fica a loja de biquinis brasileiros?
    Bj,

    ResponderExcluir
  3. coxinha e pastel por encomenda? picanha, sal grosso, cachaça? guaraná? Onde?

    ResponderExcluir
  4. Oi Silvia, fica no Suntec City e chama By Brazil Sports.

    Dudu, guaraná e picanha vc compra no Espírito Santo (açougue no Great World City), sal grosso no Cold Storage ou mercados orgânicos (pacotinho azul), cachaça www.garnetnperidot.com e os salgadinhos por encomenda estou pesquisando as informações atualizadas pra incluir em um novo post em breve!!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Silvia!
    Também sou expatriada; sai do Brasil em 2000, e desde 2003, moro na Holanda. O choque cultural existe e acaba sendo benéfico - de uma maneira ou de outra -. Sou da opinão que existem coisas boas e ruins em qualquer lugar do planeta! Nós é que temos que ressiginificá-las à nossa moda!
    As dicas que você está disponibilizando para as delícas da nossa terra tupiniquin, aí em Singapura, eu achei 10!
    Aqui na Holanda, em Amsterdan, tem uma loja brasileira porreta!

    tenha um ótimo dia,
    bjks!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Cingapura é realmente uma cidade de outro mundo, espero no futuro, poder morar 1 a 2 anos lá...

    ResponderExcluir
  7. boa tarde Silvia,adorei suas dicas , eu estou querendo abrir uma empresa em singapura e ja vi que vc conhece tudo por ai se possivel nos ajudar ,com fornecedores de eletronicos ou loja e algumas outras dicas .fica com DEUS e muito obrigado

    email.contato@realtimeleilao.com.br
    msn.realtimeleilao@hotmail.com
    carlos .

    ResponderExcluir
  8. Ola.
    Gosto demais de Singapura e no quesito comida e uma perdiçao,pois tem restaurantes maravilhosos.Nossa churrascaria predileta e a Carnivore,na Victoria Street,que tem garçons brasileiros,feijoada e,acredite,farofa,guarana e caipirinha.Estamos arrumando as malas para rumar para esse pais,depois de 5 anos de India!
    Me aguarda que no maximo em 2 meses estamos chegando,rsrsr.Grande abraço.zenaide storino.

    ResponderExcluir
  9. ola...no proximo ano estarei embarcando para singapura e ficarei por 2 anos aproximadamente. Meu marido trabalha no grupo OSX (petroleo) Este ano fiquei conhecendo o pais, achei lindo, porem estouy insegura qto ao fato de ter q viver lá. Acho q vivendo em um bairro onde vivem brasileiros me sentiria mais confortaval e feliz. Existe algum bairro elegido pelos brasileiros para morar? Obrigada, Ceu.

    ResponderExcluir
  10. Ola,vamos ser vizinhos em Singapura.Aqui tem muito brasileiro,fala para seu marido procurar um capoerista aqui.conhecido com OUSADO.Churrascaria santos santos maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!!
      Estou pensando em ir trabalhar em alguma concessionária de automóveis em Singapura, você connhece algum brasileiro que possa me ajudar a consiguir trabalho como vendedora.
      Muito obrigada!
      Bethymas@Yahoo.com.br

      Excluir
  11. OI ESTOU EM SINGAPURA DE 2 A 2 SEMANAS CONSEQUENTEMENTE E NAO SABIA DESSES DICAS GOSTARIA DE ALGUM FACEBOOK OU EMAIL PARA CONTATOS PARA UM BOA COMIDA E A TE MSM AMIZADES. OBRIGADO HA EU MORO EM BRUNEI

    ResponderExcluir
  12. oi acabo de chegar em cingapura e estarei aqui por muito tempo gostaria de uma ajuda sua para encontrar um curso de ingles se puder me ajudar eu agredeco

    ResponderExcluir
  13. Galera, gostaria de saber como que é o mercado de trabalho ai, e como conseguiria arrumar um emprego, penso em passar uma temporada de 6 meses a 1 ano.

    ResponderExcluir
  14. im going to singapore, where did I find latina or brazilian people?

    ResponderExcluir
  15. Vou para cingapura no próximo mês. é fácil arrumar emprego aí? Meu e-mail é midia_gabriela@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  16. Hahahahaha pensei que eu era a única louca que quando viaja para o Brasil tras um carregamento de pano de chão e metros de tecido para fazer pano de prato! Me senti normal... obrigada! hehehehehehe
    Caroline
    PS.: Moro na Argentina!

    ResponderExcluir
  17. Meu nome é Andréa , estou indo para cingapura no próximo ano para ficar por 02 anos pelo trabalho do meu marido . Tenho um filho de 13 anos que está no setimo ano do ens.fund.Gostaria de saber se tem escola para brasileiros para que ele possa se adaptar melhor . Se possível me ajuda?
    Obrigada . E-mail : a.ruchid@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cabelereiro, alguma dica boa?

      Excluir
    2. Sou Heloisa, moro em SG há apenas 2 meses. Quero encontrar outros brasileiros. Sou casada, tenho um menino de 8 anos. Ele estuda na GESS. Meu marido trabalha no setor petroleiro. Meu contato chicatampa@hotmail.com

      Excluir